BLAXXXPLOITATION

by Giallos

supported by
/
  • Streaming + Download

    Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.

      name your price

     

1.
2.
3.
03:30
4.
5.
6.

credits

released April 12, 2017

Gravado, misturado e masterizado no Estúdio C4 (SP) entre Nov16/Mar17
Produzido por XXX
Todas as músicas por Giallos
Artes ZBR

tags

license

all rights reserved

about

giallos Santo André, Brazil

Giallos é um trio de rock formado por Flávio Lazzarin (bateria), Luiz Galvão (guitarra) e Claudio Cox (vocais)...

contact / help

Contact giallos

Streaming and
Download help

Track Name: Blaxxxploitation
Estou pronto para escrever alguma merda enquanto Marvin perde a cabeça na TV
Isso poderia ser apenas mais um conto, mas as teorias sempre falam mais alto quando um preto perde a cabeça....
Não foi acidente!!!
Não foi legitima defesa!!!
Quem era o suspeito?!!
Um par de tênis
Medo de assalto
Cordão de ouro
Carro blindado
Um saco preto
Um corpo dentro
Os pretos morrem, os brancos assistem
Os brancos morrem, os pretos enterram
Os brancos morrem, os pretos matam
Os pretos morrem, os brancos atuam
Track Name: Máquina de Lavar
Máquinas de lavar ligadas no volume máximo
Dentro todas as frustrações do mundo moderno
As coisas não são mais como antes
Lavamos a roupa suja da alma na rua
Virtual
Mas por que nos importamos?!
O fracasso é mais limpo
Seu cu é mais limpo
Na sua casa ninguém vê você com medo
Com frio, com fome
Foda-se!
Todas as razões não enchem um pinico
Autodescontrole
Ultradesconto
Um soco na cara do mais fraco
É um sintoma do pós aborto
Você pagou as suas contas
Mas deve toda a vergonha do mundo
Isso não significa nada
É papel passado
Não se aprende na escola
Os dias chuvosos são a minha glória
Cadê seu deus agora?!
Tá na carteira?!
No bolso de trás da calça suja?!
Encare como quiser
Não faça sua as minhas palavras
Foda-se!
O fracasso é mais limpo
Seu cu é mais limpo
Track Name: Particular
Os holofotes estão mirados para a desimportância
Desaparece a multidão
Na multidão
Desinfeta
A boca não fala
Nenhuma vírgula
O assunto é uma partícula
Defende a morte
Limpa a sua barra
Quer a sua vingança
PARTICULAR
Nunca fui num velório de menino morto pela polícia
Mas sei que ele existe
O sangue arde mais que mertiolate
Esparramado
Fora das veias
É feio
Sujo
PARTICULAR
Um minuto de silêncio o caralho
De trás pra frente
De cima pra baixo
Suspeito
Isso nunca acaba bem
Só pros de bem
Autodenominados
Morrem abraçados
Com a ordem e o progresso deles
Não admitem a vida fora da caixa
Sem embalagem
Sem massagem
PARTICULAR